Ufa!

Sobrevivi.

Chegamos em Floripa na Sexta-Feira de manhã. No vôo veio uma parte da minha equipe,  Andrea, Yara, Cassio, Vincent além da Gabriella Pascolato e Fer Machado (aka Sta Constancia) e a Donata da Giornate. Claro que o Harry perdeu o avião e foi mais tarde, rs.

Rodrigo, Balu e Leandro já estavam lá.

Na noite anterior eu havia ido em um aniversário e chegado em casa às 4am, mas apesar de estar muuuuuuito cansada consegui segurar a onda e me deixar levar pelo dia lindo de verão que fazia em Floripa.

Chegamos no hotel e já fiquei mega feliz com os presentes que nos esperavam na suíte. O lugar era lindo, o Majestic era o Hotel oficial da corrida, tinha um milhão de corredores e corredoras de todos os lugares retirando kit, visitando a loja da Asics etc. Juro que nunca vi tanta gente linda e sarada junta. Muita emoção!

Enfim, de noite jantar de massas e redistribuição de trechos já que dois dos nossos haviam caído, Zé Lúcio e Capriotti diagnosticados e devidamente proibidos de correr.

Tudo em cima, nossa van era grande e ótima, foi gentilmente cedida pela Hélix, junto com lanchinhos, isotônicos e etc, acordamos as 4am e iniciamos os trabalhos. A largada foi às 5:45 e  Andrea Longhi teve a árdua missão de fazer essa perna…cumpriu muito bem, diga-se de passagem.

Ficou resolvido q eu faria 3 trechos: Jurerê Internacional, Praia dos Ingleses e Aeroporto (penúltimo).

Meu primeiro trecho tinha 7,3 km. Era do jeitinho que eu gosto: na beira da estrada, pelo acostamento e tocando Paul Mccartney no Ipod. Passei uma 5 ou 6 pessoas, o sol já estava quente e comecei a ficar cansada, tentei passar um cara que corria na minha frente num pace forte mas estava difícil, ignorei meu cansaço e não diminuí, uns minutos depois vi que ele começou a cansar tb foi quando comecei a correr do seu lado e perguntei se ele queria ir junto. Foi ótimo, estávamos exaustos e tinhamos mais uns 2,5km pela frente. Ele super me ajudou e cruzamos juntos na transição.

Missão cumprida em 00:33. Fiquei feliz e satisfeita.

Desisti de Moçambique, fiz cara de choro na noite anterior, pedi para o Leandro trocar comigo e ele aceitou.

Já estávamos nas praias e na parte dura da prova. Floripa é DEMAIS, minha equipe era demais, tudo estava demais!!

Meu próximo trecho seria a Praia dos Ingleses, entregando no Santinho.

Comecei na areia. Sorte que antes troquei de tênis, estava com o Nimbus e não sei pq tive a idéia de trocar para o Speedstar, acho que foi deus. A areia era fofa e o mar tinha muita onda, então basicamente corri pela água. Ela demorava pra entrar no tênis e saía muito rápido, então não tive que correr com areia E água nos pés. Foi duro, passei umas 7, 8 pessoas, o trecho tinha 4,7km e consegui completar em 00:22.

Os trechos começaram a ficar curtos, nossos corredores mais velozes e o trânsito mais lento já que a prova tinha quase 300 equipes.

Começamos a atrasar a chegada na transição, péssimo, pq o amigo se matava pra correr forte, chegava na troca e não tinha ninguém….

E assim foi no 11 para o 12. Balu chegou, eu não estava e ele decidiu dobrar.

O último trecho seria do Vicent Sobrinho (Contra-Relógio) e ele, gentilmente, me intimou a correr junto essa perna. Não sou de dispensar um desafio….fui.

Estava com medo pq não queria fazer tempo ruim, tb não queria segurar o Vicent que tinha pace forte e medo principalmente de quebrar.

Chovia e fazia frio. Balu passou a pulseira e nós largamos feitos loucos.

Era o tipo de largada que me faz quebrar…sempre que começo forte…acabo mal.

O cara corre muito!

Foi do meu lado, me fez quase vomitar umas 20 vezes com seu 4 pra 1, passamos umas 9 pessoas.  Vicent cantou pra mim, gritamos feito loucos nas ruas desertas e escuras, me ajudou a acertar a respiração e braços….e quando me dei conta já estávamos chegando no final de tudo.

Ele me deu a mão, me passou a pulseira e mandou cruzar a chegada, foi INCRÍVEL.

Nossa equipe toda estava lá pronta pra fazermos juntos os últimos metros, eu toda catarrada quase vomitando fui puxada pelo braço pela Andrea e pelo Cassio e consegui chegar lá!

Na verdade não sei colocar em palavras o que senti naquela hora, só consigo dizer que foi muito louco!

Nunca corri assim na minha vida, Vicent fez eu correr com ele os 7,3km em 00:31.

EU SOU MENINA, falei aqui outro dia que a gente não tem que correr igual aos homens…ainda bem que vcs sabem que não consigo seguir os ótimos conselhos que dou…esse foi mais um!

A Yara Achoa (Contra Relógio) é menina tb, no entanto ela fez o Morro Maldito feito homem….e desabou de chorar quando depois de 01:41 chegou no Posto de troca! Foi mto raçuda essa daí!

A Andrea Longhi tb é menina e dobrou, fez dois trechos na praia dureza no sol de quase meio-dia! E fez abaixo do tempo estimado…..

A Volta à Ilha é uma prova que à partir de agora vou recomendar pra todo mundo. Vale muito o sacrifício…Sacrifício esse que pra mim não existiu afinal corri com pessoas incríveis, o dia estavaperfeito, não senti sequer uma dor e fiz um monte de amigos!

Para minha surpresa fui abordada algumas vezes por leitoras e não preciso dizer o quão feliz fiquei, preciso?

Muito obrigada pelo carinho!!!

À noite teve a festa….e prefiro não comentar afinal de contas sou uma atleta! ahhaah

Andrea e Yara.

Go Tigers!

24 respostas em “Ufa!

  1. Que tesão Arlete….. essa corrida é du caralho neh?? Só pra não perder o costume, ler seu blog dá uma puta vontade de largar tudo e sair correndo….
    Vc precisa montar um trio com a Opalão e mais alguém para correr Bertioga-Maresias…. vai pirar também!!
    Parabéns guerreira!!

  2. Paulaaa, olha a prova foi linda, cheia de gente boa e sarada, pena que não te vi.
    Já estou preparando o corpitcho e a cabeça para o ano que vem provar desse doce!
    Amei este post!

  3. Olá Paula, parabens pela prova e excelente corrida.
    Sempre leio teus posts por aqui e te vi no pé do morro aguardando atleta, na correria não deu tempo de conversarmos.
    Muito bacana seus posts e provas que tem participado.
    Tem fotos de nossa equipe na V.Ilha no site para conhecer.
    Bj e boas corridas.

  4. Animal, Paula! Ainda faço um revezamento! Agora, no dia 15, vou fazer as 10 milhas PUMA! Preparação para a meia da Asics!
    parabéns, e vai, sua lindaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!

  5. Oi Paula! Fui conversar com vc na premiação, adooorei te conhecer pessoalmente!! Sempre leio os posts e me identifico um monte com o seu texto!! Este da V. Ilha descreve tudo, o quanto é especial participar desta prova, minha preferida too!! Bjão

  6. Paula Parabéns deve ter sido o máximo uma corrida linda como essa. Adoro esses posts em que vc descreve como foi a corrida, você consegue transmitir muito bem suas impressões em cada passada =)

      • hahahahahahah
        Vou repetir um ditado que meu Pai me diz sempre com um sorriso no canto da boca:

        “Se você pudesse vender a sua experiência pelo preço que ela lhe custou, ficaria rico.”

        Abraços….e cuide-se da bendita CANELITE!!!

        Obs: Quando sinto canelite olho para minha canela e digo:
        – Quero ver se você é mais forte que isso!!! E prego uma tira de K-Tape do tamanho de uma caneleira de futebol!

        heheheheheheheheheheheheh

  7. Voltei aqui pra ler este post umas 3 vezes e só sei q é lindo ver teu esforço, determinação e sempre SUPERAÇÃO, dá vontade de correr, mas morro quando preciso correr 3 quarteirões, o peito doi, não sei consciliar a respiração, faz um post com dicas como sobre respirar?! ajudaeu?! bjssss e mais uma vez parabens!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s