Rap 10

Rap 10 é dica pra vida toda!

Já fiz vários recheios naqueles momentos “com fome-sem saco-e sem empregada da novela das 21hs”.

É muito prático e extremamente versátil. Tem versão integral, light e tradicional, de acordo com as necessidades e desejos de cada um. Aqui em casa só rola a integral.

Vira e mexe a gente chega cansada e não tem nada na geladeira. Bate a preguiça e o bom senso vai por água abaixo quando você ataca qualquer coisa que vê ao alcance da mão. Nessas horas é bom ter aliados que não precisam de muita elaboração para virar uma refeição. O rap 10 entra aí. No forno, na frigideira (puro, só pra aquecer mesmo), aberto, fechado, enfim, as possibilidades são muitas.

Hoje mesmo eu cheguei do treino e tava na situação do “armário cheio, sem nada pra vestir”, só que era a geladeira, sem nada pra comer. Olhei a embalagem do rap integral e veio a luz! Ricota, um tico de requeijão, azeite de oliva extra virgem, orégano, azeitona verde e voilá, temos uma janta. Passa no rap, enrola e coloca no forninho por 10-15 minutos (depende do seu gosto, mais branquinho ou mais moreninho).

Gosto de fazer também a versão aberta, estilo fake pizza (http://instagram.com/p/Tec-BkhurR/). A clássica de minas/tomate/orégano já fiz várias vezes, mas também já fiz com outros recheios, como atum, por exemplo, e ficou ótimo! É só ir experimentando temperos e combinações.

Dica: o tomate, que eu uso bastante nas fake pizzas, é rico em licopeno, que dá a cor vermelha e age como um antioxidante na prevenção do câncer. O licopeno tem sua disponibilidade aumentada, ou seja, é melhor absorvido pelo corpo, quando o tomate passa por algum processo de aquecimento (ex.: tomate seco, extrato de tomate e o tomate das receitas que vão ao forno), principalmente quando associado à algum tipo de lipídio (caso do azeite de oliva extra virgem) pois há uma modificação na estrutura dele, que faz com que ele chegue mais rápido ao sangue.

Image

6 respostas em “Rap 10

  1. Excelentes dicas, Paula! Rap 10 também é algo que não falta aqui em casa (Tradicional ou Integral).

    Como sou menos “light” que você, minha “fake pizza” vai de queijo mussarela (ao invés do queijo minas). O resto, segue o script (tomate, orégano e azeite extra virgem).

    Muito prático mesmo (e é um aliado para, na hora do “aperto”, não cairmos na tentação de fazer um miojo, pipoca de microondas ou comer um lanche extra-gorduroso – que, embora sejam saborosos, não são muito “amigos” de quem tenta correr pra valer).

    Abraço, bons treinos e boas receitas.
    Brunno

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s