Buscar desafios x Pular etapas

Fico muito animada em ver como cresce o número de apaixonados por corrida no nosso país. Ano passado estive em NY e fiquei impressionada como isso é forte e comum por lá, a qquer hora e qquer lugar tem gente correndo, gente se mexendo!

E realmente fico satisfeita que esse estilo de vida esteja começando a engatinhar por aqui.

Só que em paralelo com as outras modinhas (suplemetação, corpo sarado, #projetosinstagrâmicosdeverão e etc) estou vendo uma modinha que é a de se jogar em desafios de corrida.

É só uma opinião, um ponto de vista pessoal, mas tenho pra mim que se jogar em desafios só para os outros me acharem “macho”, para tirar fotos e colocar na Internet é um combo meio estúpido.

Primeiro que está comprovado que aumentar volume e intensidade DE REPENTE é uma forte causa de lesão, segundo que a vida não é feita de UM ou DOIS desafios, a vida é bonita na curva de crescimento, é bonita na evolução com suor e disciplina.

Talvez me julguem, mas preciso dizer: correr maratona qualquer um que treinar corre! Correr ultra, idem! Parar de fumar e correr maratona até eu que um dia fui a mais porra louca das porra loucas, fiz. Corrida não é coisa de super herói!

Não nasci correndo 50km:

participei de muitas provas de 10, algumas de 10 milhas, pelo menos 7 meia-maratonas, além de 2 edições dos 600k da Nike e somente 5 anos depois de começar a correr me lancei no Endurance.

Não que seja a sequência correta, aliás, o que é uma sequência correta? Ainda assim me machuquei e fiquei no estaleiro em alguns momentos durante esses anos.

Já fui menos, mas hoje em dia sou MUITO medrosa e tenho calafrios de pensar em correr mais do q 4x na semana, o coach mandou eu correr um dia a mais por um mês e mesmo com anos de rodagem, já tô ficando noiada de correr um dia a mais!

No mais, sou super à favor de a gente se desafiar constantemente, inclusive sonho em correr uma prova de 80km, que até poderia correr ainda esse ano, mas a que preço? Vejo pessoas que correm há um ano já treinando pra maratona!!

run

Completar um desafio, seja lá ele qual for, qualquer um que treina completa!

O objetivo deste post é apenas alertar o quão perigoso é brincar de pular etapas. O grande lance da corrida não é ser macho pica das galáxias e mergulhar em provas ” difíceis”, o grande lance é ficar mais e mais forte a cada passinho dado, um passo grande mas fora de contexto não fortalece ninguém, ele pode até impressionar nossos amigos, mas estará enfraquecendo nossa carcaça.

E como hoje é Segunda, dia de frases profundas, lá vai a minha:

Brincar de pular etapas (e de correr todos os dias) é brincar com o próprio corpo e com a própria saúde!

23 respostas em “Buscar desafios x Pular etapas

  1. Tô aprendendo isso. Adoro correr, mesmo tendo uma velocidade baixa, meu desafio é completar as distancias que me proponho correndo. Fiz minha 1ª meia essa ano, dps de 2 anos de corrida. Pensei em ir pra MAratona ano que vem, mas pensei bem, e vou novamente pra Meia de julho e tentarei correr todo o percurso. E enquanto eu num correr 21k direto, não vou correr a Maratona enquanto não fizer algumas Meias sem caminhar.
    E sim, estou aprendendo a obedecer meu treinador.

  2. Excelente post. A gente que é gente comum, não atleta profissional, deveria se focar mais na saúde. Eu pelo menos, uso as provas e resultados como um motivador. Mas meu objetivo principal é manter a saúde… forçar demais, se machucar e ficar parado no estaleiro é justamente o contrário disso ! Ordem certa para as coisas não existe, não é exato, mas tem que ser progressivo de alguma forma…

  3. Paula, primeiro deixar registrado aqui o que você vc deve ler o tempo todo, o seu blog é uma ferramenta mto útil pra quem gosta de correr e de ser saudável sem modismo e sim porque descobriu o benefício dessa vida. Obrigada por compartilha.
    Comecei a correr faz 1 ano sim só, e depois de me machucar e achar que nunca mais iria voltar a correr (mais por drama Maria do Bairro do que por ser algo irreversível ), aprendi uma das coisas que considero mais importante que o esporte pode ensinar a qualquer ser humano, paciência.
    Não adianta pressa, porque queimar etapas é ter que voltar todas elas e mais um pouco. Hoje estou aprendendo sobre os meus limites e sobre a corrida em si e me sinto mto feliz.

  4. É bem isso mesmo! Eu acho que todo corredor tem essa fase de querer atropelar as etapas, mas o corpo para caro por isso.
    Com o tempo amadurecemos, eu já fiz minhas loucuras e tenho uma mistura de medo e respeito com as maratonas, corro desde 2009 e só fiz duas, e encaro uma ultra de 24h com mais tranquilidade pq sei que tenho uma meta e X tempo para alncançá-la.
    Tem que amadurecer, visualizar suas fraquezas, escutar o corpo e seguir em frente. Espero mudar de categoria com o corpo mais fortalecido e mais veloz, essa é minha meta para 2015 😉

  5. Apoiadíssima querida! Eu fiz 6 maratonas até tentar uma ultra! Graças a Deus , deu tudo certo! Mas como vc disse: respeitando o corpo, indo de etapa em etapa, assim vc irá correr mais e por muito mais tempo! Bjs

  6. Ai, Paulete, eu já sou do time das “cagonas”!!! Morro de medo de tudo! Vivo aqui pensando se vou dar conta da meia que tanto quero (mesmo correndo há dois anos e tendo começado achar as provas de 10k meio que “facinhas” e treinando diretinho há alguns meses). Quando faço treino de tiro e fico acabada me questiono se isso tá certo, ligo pro coach e encho o saco dele com perguntas. Se ele manda fazer a prova em 5:45, eu obedeço, mesmo tendo folego e perna pra mais.
    Sei lá, demorei tanto tempo pra descobrir o “meu esporte favorito” e não quero que nada venha estragar esse prazer!
    Por isso, digo: super de utilidade pública esse seu post! Pq a galera tá se jogando como se não houvesse amanhã!
    Medo viu!
    Bj

  7. Paula, concordo 100% com tudo que disse.
    Esta é uma desvantagem da “modinha” que a corrida se tornou. Se por um lado temos mais pessoas preocupadas com a saúde, temos também as pessoas que pagam qq preço para ter uma boa foto no Facebook…. o que é ridículo, mas cada um sabe de si.
    Corro desde 2006, participei de inúmeras provas de 5, 10, 16 km e agora começo a pensar em maratona. Estréia em 2014, se tudo caminhar bem. Para tanto, parti para as meias maratonas, pois quero trabalhar a cabeça além das pernas.
    Andar em provas, para mim, considero um sacrilégio. Não dá para aumentar a km se vc ainda não está bem no volume anterior.
    Enfim, o meu objetivo é completar uma maratona, inteira, feliz e sabendo que a maratona é mais uma etapa que cumprirei e não somente o fim, pois continuarei correndo a minha vida inteira.

  8. Comecei a correr somente há um mês! Minha meta é chegar nos 25 minutos nos 5 km, enquanto não chegar não participarei de provas de 10 km. Participei de 2 provas aqui no Rio (Centro Antigo e Meia Maratona – 5km) e veja que as pessoas não estão preparadas para o que se inscreveram. Pra quê se inscrever em 5 km se não dá conta? Se corre 2 e anda o restante. A mesma coisa nas outras modalidades. Vi muita gente parando de correr nos 15 K da meia maratona. É forçar demais. Respeitar o corpo e o tempo, é tudo!!!

  9. Pingback: Lesionária | Vai Sua Linda!

  10. É só ver o tanto de gente lesionada, meu fisioterapeuta disse brincando e meio me dando bronca que achava ótimo eu não respeitar nenhuma das instruções dele que assim ele ganhava mais dinheiro. Ele está certo quando diz que recuperar o corpo de uma lesão gera desgaste emocional e muito gasto financeiro porque consertar sempre sai mais caro que fazer direito, né?! Jurava que depois de 5 anos correndo estava na hora de uma maratona, mas eu estava errada. Acho que a facilidade de se dobrar a distância de 10k para 21k dá a falsa ilusão que 21k para 42k é moleza e que existe essa necessidade, que é uma evolução natural quando na verdade não é, uma coisa tem nada a ver com outra não é porque você corre meia maratona que TEM que correr maratona um dia, eu por exemplo sei que ultra-maratona não é para mim, não tenho cabeça nem corpo para isso. Pra variar você mandou muito bem no texto e no timing.

    bjs

  11. Muito bom o post.
    E eu nunca quis muito nas corridas. Antes nem aprovava isso de correr,rs….e depois que comecei o que mais sempre quis foi aprender a correr pra correr em trilha, montanha, nunca sonhei com meia ou maratona,mas em poder ,pelo menos, correr alguma coisa em trilha,rs… e tb correr sem caminhar!
    Isso porque o que sempre mais curti foi ver o pessoal das corridas de aventuras e pra fazer ,pelo menos, um pouco daquilo, precisava aprender a correr.
    Eis que corro há 3 anos e só agora esse ano ,depois de 2 anos e depois de aprender a correr até os 10km, é que fiz minhas 2 provas em trilha. E mesmo cuidando ainda me lesionei nesse tempo( glúteo esquerdo,num exercício da musculação,uó) tive de ficar 4 meses sem correr.
    Então tem de ter sim cuidado, não exagerar e pensar no que vc quer pra vc correndo ,dentro do seu melhor e não dos outros em sua volta.

  12. Fantástico o post, Paula. Quem nunca? A dois anos atras, fiz A Meia do Rio de junho, a Meia de agosto, e em seguida um trio em Bertioga-Maresias, correndo quase 25 kms. Não deu outra. Voltei pro Rio com uma baita pata de ganso. Foram 3 meses de fisioterapia, musculação e só spinning.
    Aprendi a lição. Agora, que não estou treinando para nenhuma prova específica, faço 3 treinos por semana, numa rodagem entre 30 e 40 kms por semana, e 3 dias de musculação. Pra que mais?
    Quando for fazer outra Meia, aumento.
    Não sou atleta. Atletas correm muitos kms de manhã, comem, dormem, fazem musculação, correm novamente, fazem fisioterapia, massagens.
    Eu corro, corro pra casa, tomo banho, enfio um salto alto e trabalho até as 9 da noite. Fisioterapia e massagens? A grana não dá. Não tem como comparar, né?
    Eu quero é correr pra sempre, e sair de casa endorfinada. bjs!

  13. Paula, parece que escreveu pra mim esse post.
    Também sou das suas que acha que a evolução ela tem que ser gradual. Estou na véspera de fazer minha primeira 10 milhas. Morrendo de medo, mas acho que não dei um passo mais longo que acalçaria. Ainda nem fiz as 10milhas e os amigos me desafiando a fazer 21km em outubro. Pensei, repensei e decidi que ainda não é a hora. A que preço fazer minha primeira meia maratona agora? Fazer de qualquer jeito? Chegar morrendo? Então a estréia ficará para Maratona do Rio ou Running DaVentura aqui na Praia do Forte. Qualquer uma das duas será uma grande estréia, com tempo pra fazer bonito.
    Estou aqui sempre.
    Bjs.
    Cássia(http://cassinhags.blogspot.com.br/).

  14. Concordo em número, gênero e grau. Pular etapas só atrapalha.
    Novos desafios, como um trail aqui, uma corrida na praia aqui, acho super válido. Só não acho legal querer correr 50K em 1 ano (como vc mesmo disse).
    Bjão

  15. Pingback: The color run – Inscrição feita | Minha primeira (quase) maratona

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s